Como suplemento alimentar, este aminoácido está indicado principalmente para o tratamento da depressão, pois melhora os níveis de serotonina e pode potenciar a acção dos agentes receptadores de serotonina.

Suplemento Alimentar

Apresentação

Embalagem de 60 cápsulas

Ingredientes por 1 cápsula % VRN* TDR (2 cápsulas) % VRN*
Extrato seco de Griffonia simplicifolia (padronizada a 25% de 5-Hidroxitriptofano, corresponde a 25 mg de 5-HTP) 100 mg 200 mg
Cloridrato de piridoxina (Vitamina B6) 15 mg 1071% 30 mg 2142%
Antiaglomerante: Estearato de magnésio (E 470b).
Cápsula: Gelatina, Dióxido de Titânio (Corante).

*VRN = Valores de Referência do Nutriente: Regulamento (EU) nº 1169/2011 do Parlamento Europeu e do Conselho

Indicações

Obesidade.
Estados depressivos, depressão minor.
Ansiedade.
Distúrbios Obsessivos Compulsivos.
Fibromialgia.
Cefaleias de Tensão.
Perturbação do sono.

 

Toma diária recomendada (TDR)

Depressão, Ansiedade, Síndrome de Pânico e Fibromialgia – 1 cápsula, 3 a 4 vezes por dia.

Profilaxia da Cefaleia de tensão – 1 cápsula, 3 vezes por dia, após as refeições.

Perturbações do Sono – 3 cápsulas ao deitar.

Obesidade – 1 a 3 cápsulas, 3 vezes por dia

Características

Serotonina

Não atravessa a barreira hematoencefálica e a sua concentração depende da disponibilidade de L-Triptofano e 5-HTP para a sua biossíntese, assim como a presença de cofactores como a vitamina B6, vitamina C, tetrahidrobiopterina, magnésio e zinco.

5-HTP

Tem como objectivo o aumento na produção de Serotonina, através da sua conversão pela enzima descarboxilase dos L-aminoácidos aromáticos. Ao contrário do seu precursor, L-Triptofano, que necessita de um transportador e partilha o seu transporte com outros aminoácidos. O 5-HTP atravessa a barreira hemato-encefálica.

O 5-HTP não se encontra em concentrações significativas nos alimentos, apenas o seu precursor o L-Triptofano, sendo extraído das sementes da planta africana Griffonia simplicifolia, uma planta que tem utilização tradicional nos países africanos, as folhas actuam como cicatrizante e o suco da folha é utilizado no tratamento de edemas e problemas renais.

Da ingestão diária do aminoácido essencial L- Triptofano apenas 2 a 3% são utilizados para a produção de 5-HTP e Serotonina, o restante é utilizado para a síntese proteica e para a produção de Vitamina do complexo B6. O 5-HTP é bem absorvido por via oral e apresenta uma biodisponibilidade entre os 50-70%. Estudos revelam ainda que a administração de 5-HTP provoca não só o aumento da síntese de serotonina, mas de outros neurotransmissores como a melatonina, a dopamina, a epinefrina e de endorfinas.

Obesidade

O sistema serotoninérgico modula o apetite e a saciedade. Um aumento dos níveis de serotonina provoca um aumento da saciedade por acção nos centros hipotalâmicos que regulam o apetite. A administração de 5-HTP estimula uma diminuição do apetite e uma redução nas perturbações do comportamento alimentar, através do aumento dos níveis de Serotonina, sendo utilizada como terapia complementar em doentes obesos ou em comportamentos alimentares obsessivos.

Depressão e Ansiedade

Os comportamentos depressivos e ansiedade estão correlacionados com desequilíbrios nas funções neurológicas e do sistema serotoninérgico e dopaminérgico. A serotonina regula o humor e o bem-estar, o aumento da sua síntese encontra-se indicado em casos de depressão e ansiedade.

Cefaleias de Tensão

Estudos têm sugerido uma relação entre cefaleias de tensão e uma diminuição dos níveis de serotonina no sistema nervoso central. Este neurotransmissor está relacionado com a modulação da dor através do aumento dos níveis de endorfinas e de péptidos opióides. A sua utilização permite uma redução da frequência e severidade dos sintomas, diminuição do consumo de medicamentos analgésicos e não apresenta efeitos indesejáveis como o aumento de peso e efeitos sedativos.

Fibromialgia

A fibromialgia é uma doença caracterizada por dor crónica generalizada, fadiga, distúrbios do sono, disfunção cognitiva, ansiedade e episódios depressivos. A utilização de 5-HTP vai contribuir para uma redução da dor, da depressão e da rigidez matinal.

É utilizado há mais de 30 anos em muitas patologias neurológicas, do foro psiquiátrico, como: Depressão, Esquizofrenia (em conjunto com outros aminoácidos porque equilibra os níveis de dopamina), Psicoses, Comportamentos Agressivos e Tendências Suicidas. Os estudos revelam que todas estas patologias apresentam um baixo valor sérico de Serotonina, L-Triptofano e 5-HTP. Ajuda os doentes de esquizofrenia, controlando as suas funções cerebrais. Estimula a produção da hormona de crescimento e da prolactina.

Ajuda a inibir os tremores na doença de Parkinson.

Pode também ser utilizado como coadjuvante nos tratamentos da Síndrome do Pânico, Ansiedade, Insónia, Doença Obsessiva Compulsiva, Enxaquecas, Fibromialgia e Obesidade.

Vitamina B6 (Piridoxina)

Esta vitamina hidrossolúvel é necessária para o bom funcionamento do sistema nervoso. O termo vitamina B6 compreende uma classe de 6 vitâmeros: piridoxina, o piridoxal e a piridoxamina e as suas respectivas formas fosforiladas.

O Piridoxal 5-Fosfato, forma activa da Vitamina B6, é cofactor de aproximadamente 100 enzimas (transaminases, descarboxilases, aminotranferases), nomeadamente enzimas intervenientes na síntese e degradação de importantes neurotransmissores como o Glutamato, GABA, Glicina, Serina, Dopamina, Serotonina e Noradrenalina.

A descarboxilase dos L-aminoácidos aromáticos é uma holoenzima que necessita de Piridoxal 5-Fosfato (grupo prostético) para a sua actividade e intervém na biossíntese do 5-HTP em Serotonina e da L-Dopa em Dopamina.

É ainda importante na síntese de Niacina através do L-Triptofano.

Interacções

5-HTP: Carbidopa, Metildopa, Tramadol, Inibidores da Recaptação de Seratonina, Inibidores da Monoaminoxidase, Antidepressivos Derivados Tricíclicos, Hipericão.

Contra-indicações

Hipersensibilidade ao 5-Hidroxitriptofano ou a qualquer um dos excipientes.

5- HTP: Insuficiência Renal. Anestesia. Inibidores da Recaptação de Seratonina, Inibidores da Monoaminoxidase, Antidepressivos
Derivados Tricíclicos.

Vitamina B6: Insuficiência hepática e renal.

Efeitos indesejáveis

Náuseas, dores abdominais, e distúrbios gastrointestinais, os quais tendem a desaparecer, com a toma ou com uma redução na dose diária

Advertências

Gravidez e amamentação: Não existem dados suficientes sobre o uso seguro durante a gravidez e aleitamento.

Recomendações

Não deve ser excedida a toma diária indicada.

Os suplementos alimentares não são substitutos de um regime alimentar variado e equilibrado nem de um modo de vida saudável.

Conservar na embalagem original protegida da luz, em local seco e a temperatura inferior a 25°C.

Manter fora da vista e do alcance das crianças.

O uso seguro durante a gravidez e amamentação não foi estabelecido. Na ausência de dados suficientes, o uso durante estes períodos não é recomendado.

O produto não deve ser utilizado no caso de hipersensibilidade ou alergia a qualquer um dos constituintes da formulação.